segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

* Seja bem-vindo 2013.

Ano de muitas vitórias!
O Vitor está cada dia mais sociável. Aceita ir a lugares diferentes, se esforça para fazer amigos, e aquela choradeira interminável sempre que saíamos de casa já faz parte do passado. Tenho muitos motivos para comemorar o fim do ano de 2012 e milhões de espectativas para 2013.
Grande alegria para mim esse ano foi conhecer pessoas que convivem com portadores do espectro do autismo e assim como eu sabem o valor de pequenas conquistas. Foi ver que eu não estava sozinha e principalmente que eu tenho infinitamente mais motivos para comemorar do que para me entristecer.
Meu desejo para o próximo ano é continuar lutando, plantando e colhendo as vitórias dos meus filhos. E que venha 2013, que venham novos desafios, novas conquistas e novas razões para que eu possa continuar me encantando com a vida.

9 comentários:

  1. Depois de assistir ao profissão repórter da semana passada vejo que tu és uma mãe muito especial, muito dedicada, parabéns por ser a guerreira que é.Feliz Natal
    Carine Loiane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada querida Carine. SAUDADES!

      Excluir
  2. Tenho muito orgulho de pertencer a esta família guerreira e que não desiste no primeiro obstáculo. Tenho muito orgulho do Vitor e de seus pais. Compartilho com vcs a alegria de cada conquista desse rapas tão especialmente maravilhoso e inteligente. Que em 2013 Deus continue abençoando todos vcs e nosso Vitorioso.
    Tia Renata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu é que tenho orgulho de poder encontrar tanto apoio dentro da familia. Que bom poder contar sempre contigo!

      Excluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Boa noite, também me encontro neste barco de ter um filho com sindrome de Asperg.O meu principe tem 6 anos e só agora foi feito o diagnóstico e vai começar a ser acompanhado. ainda estou no inicio do percurso e por isso ainda é complicado socialmente e ainda são muitas as crises despoletadas pelo simples facto de alguém o abordar, o que faz dele perante os outros de um menino "malcriado" e de mim uma mãe que não sabe educar o filho. Mais complicado se torna quando se ouve constantemente isto da familia, nomeadamente avós e tios. Enfim...por mais que eu explique e peça para não provocarem situações de stress para o meu filhote, mais me dizem que são desculpas para ele cada vez estar pior e que se fossem eles a educá-lo ele não faria nada disso, que eu é que não sei dizer não. Já me cansei, não sei se o Vitor também tem comportamentos agressivos, é que o meu filhote chega a ser muito agressivo, principalmente comigo e com o meu marido. beijinhos e um ano de 2013 cheio de coisas boas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, se você ver as primeiras postagens do blog verá que também passei por muitos momentos bem complicados. Sei exatamente o tamanho da sua angústia e peço a Deus que traga conforto ao seu coração. Gostaria de poder conversar contigo. Se possível faça um contato comigo por email ( flaviavirginia09@gmail.com ). Grande abraço.

      Excluir
    2. Flavia querida,
      Muito linda a sua iniciativa!
      Aprendí com os tropeços da vida que a dor qdo compartilhada é amenisada.. Obrigada pelo momento de partilha de hoje, me fortaleço com suas partilhas... Que Deus continue abençoando essa família linda que muito me é querida! Bjs, Veronica

      Excluir
    3. Veronica, eu adorei a sua visita e quando vocês foram embora fiquei falando para o Wilson que era uma pena não nos encontrarmos mais vezes. Sua força e perseverança são mais que um exemplo, são a prova concreta da unção de Deus na sua vida. Beijo.

      Excluir